CL adere ao apelo da Conferência Episcopal Italiana pelas vítimas de violência na África e na Ásia - Notas de imprensa

CL adere ao apelo da Conferência Episcopal Italiana pelas vítimas de violência na África e na Ásia

Ufficio stampa di CL Comunicato stampa

10/03/2011

Comunhão e Libertação responde ao convite que a Conferência Episcopal Italiana (CEI) dirigiu às paróquias, comunidades religiosas, associações, grupos e movimentos para rezar no domingo, dia 13 de março de 2011, nesta intenção: “Implorar para as vítimas da violência a misericórdia de Deus, e para todos a reconciliação, a justiça e a paz”.

Estamos próximos a Bento XVI, que diante da violência entre os homens procura testemunhar uma fé que se torna inteligência da realidade, único caminho para sair da confusão e sustentar a esperança no futuro:

Come disse Dom Giussani, “sem o reconhecimento do Mistério presente a noite avança, a confusão avança”. A misericórdia, pelo contrário, é “o abraço último do Mistério, contra o qual o homem – mesmo o mais distante e o mais perverso ou o mais obscuro, o mais tenebroso – não pode opor nada, não pode colocar objeção; pode abandoná-lo, mas abandonando a si mesmo e ao próprio bem. O Mistério como misericórdia continua a ser a última palavra mesmo sobre todas as feias possibilidades da história. Por isso, a existência se exprime como mendicância. O verdadeiro protagonista da história é o mendicante: Cristo mendicante do coração do homem e o coração do homem mendicante de Cristo”.

Bento XVI é a testemunha suprema dessa paixão pelo destino dos irmãos homens que somente Cristo torna possível:
“Acompanho continuamente e com grande apreensão as tensões que, nesses dias, são registradas em diversos países da África e da Ásia. Peço ao Senhor Jesus que o comovente sacrifício da vida do Ministro paquistanês Shahbaz Bhatti desperte nas consciências a coragem e o empenho a tutelar a liberdade religiosa de todos os homens e, desse modo, a promover a sua igualdade e dignidade. Meu sincero pensamento se dirige à Líbia, onde os recentes conflitos provocaram numerosas mortes e uma crescente crise humanitária. A todas as vítimas e àqueles que se encontram em situações de aflição, asseguro a minha oração e a minha proximidade, enquanto invoco a assistência e o socorro para as populações atingidas” (Angelus, 6 de março de 2011).

Assessoria de Imprensa de CL
Milão, 10 de março de 2011.

© Fraternità di Comunione e Liberazione. CF 97038000580 / Webmaster / Note legali / Credits