Exercícios da Fraternidade: a introdução de sexta à noite - Textos de Julián Carrón

Exercícios da Fraternidade: a introdução de sexta à noite

Julián Carrón

22/05/2017 - As notas da introdução dos Exercícios da Fraternidade de Comunhão e Libertação 2017, com o título: «O meu coração é feliz porque Tu, Cristo, vives» (Rímini, 28 de abril).

“Que a oração não seja um gesto mecânico”, dizia-nos Dom Giussani. Portanto, “elevemos a nossa consciência, despertemos a nossa responsabilidade! [...] Todo o mundo está como que debaixo de uma capa de chumbo, que é o esquecimento do objetivo por que acordamos de manhã, retomamos as coisas, retomamos as rédeas de nós mesmos. O impacto que todas as coisas têm sobre o homem é o de lhe dizer: “Acorde [...]”. [...] Meus Deus, como deveria ser este o chacoalhão de toda manhã! E, em vez disso, é um grave esquecimento o que desqualifica desde o início, normalmente, os nossos dias, ainda que depois sejam cheios de atividades. [...] Quando nos reunimos, é para olhar para a luz [...] [para nos recompor deste esquecimento, para] não permitir que o homem ao nosso lado chore, sozinho e sem horizonte. [...] Assim, neste momento, nossa cabeça pode erguer-se sobre a névoa normal, que normalmente a cobre: retomemos a consciência, retomemos a responsabilidade por nós e pelas coisas, por amor de nós e por amor do sol, por amor de nós e por amor dos homens. [...] Depende de nós que fique desperta no mundo e subsista esta companhia, esta possibilidade de companhia, que elimina a estranheza entre mim e você, entre o homem e o outro homem, e permite que as coisas sejam úteis, o tempo seja útil”.
Peçamos isto com toda a consciência de que somos capazes.


As notas da introdução de padre Julián Carrón nos Exercícios espirituais da Fraternidade de Comunhão e Libertação. Rímini, 28 de abril de 2017


Baixar o formato PDF:

© Fraternità di Comunione e Liberazione. CF 97038000580 / Webmaster / Note legali / Credits