Recomeçar a partir de Cristo - Textos de João Paulo II

Recomeçar a partir de Cristo

João Paulo II Mensagem

04/10/2003 - Igreja

Publicamos alguns trechos da mensagem de João Paulo II aos participantes do Congresso dos Católicos Leigos da ex Urss realizado em Kiev, de 8 a 12 de outubro de 2003


Vós quisestes participar neste encontro, animados pela mesma esperança que sustém as vossas respectivas Igrejas. Trata-se de Igrejas martirizadas e heróicas que, no meio de todos estes sofrimentos e não raro até mesmo com o derramamento do próprio sangue, perseveraram na adesão a Cristo, único Senhor, na fidelidade à Igreja católica e no revigoramento do valor da liberdade.

Depois de longas décadas de uma difícil ruptura, que provocou como que o sufocamento das comunidades cristãs do Leste, agora a Europa volta a respirar com os seus dois pulmões, oferecendo grandes possibilidades para a difusão do Evangelho.

A velha Europa, de Oeste a Leste, está à procura da sua nova identidade. Neste processo, ela não pode esquecer quais são as suas raízes. O Continente europeu deve recordar-se de que alinfa vital de que, durante dois milênios, ela hauriu as inspirações mais nobres do espírito, foi o cristianismo. (…)

O tema do vosso Congresso, "Ser testemunha de Cristo hoje", exprime bem o significado desta missão, que nenhum dos batizados pode delegar a outrem, e nem sequer evitar. (…)

Isto será possível alcançar na medida em que cada um e todos vós souberdes confirmar a consciência do seu próprio batismo. O sacramento do santo batismo faz de nós filhos de Deus, chamados à santidade; membros da Igreja Corpo Místico de Cristo; co-responsáveis na edificação das comunidades cristãs; e participantes na missão da Igreja, de anunciar aos homens a Boa Nova da salvação. (…)

A vossa vocação e missão dará frutos se, nas vossas ações, souberdes voltar sempre para Cristo, recomeçando a partir dele, conservando o vosso olhar fixo no rosto de Cristo. (…)

Fazei resplandecer a luz da nossa vida pessoal nas vossas famílias, nos ambientes de trabalho, no mundo da educação, da cultura e da política, em todos os setores em que trabalhais em benefício da paz e para construir uma ordem social que esteja mais em conformidade com o homem e respeite mais a sua dignidade inalienável. (…)

Por conseguinte, agradeço aos vossos Bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas o compromisso até aqui levado a cabo na formação de cristãos amadurecidos e arraigados na fé. (…)

Uma ajuda preciosa neste sentido pode advir das associações, dos movimentos eclesiais e das novas comunidades, de cuja experiência nasceram fecundos itinerários pedagógicos e um renovado impulso apostólico.

Prezados fiéis leigos, não desanimeis diante dos desafios do nosso tempo! Hauri o sustentáculo do exemplo e da intercessão dos mártires, cujo testemunho é a "suprema encarnação do Evangelho da esperança" (Exortação Apostólica Ecclesia in Europa, 13). (...)

Devidamente formados e sempre no respeito pela liberdade, no amor fraterno, no diálogo e na colaboração, os fiéis leigos podem abrir sendas para a unidade dos cristãos, a qual consiste em "caminhar em conjunto rumo a Cristo". Também aqui, gostaria de chamar a vossa atenção para o exemplo dos mártires, cujo testemunho se tornou património comum das diversas Igrejas cristãs e é mais convincente do que os factores de divisão (cf. Carta Apostólica Tertio millennio adveniente, 37). Inclusivamente vós sois chamados a dar testemunho de Cristo, juntamente com todos os irmãos cristãos, em todos os lugares onde vos encontrais a viver e em cada uma das obras em que vos encontrais a colaborar. O amor de Cristo cura as feridas, elimina os preconceitos e prepara os caminhos da unidade. Rezai incessantemente, a fim de que aquilo que parece impossível para a lógica humana, Deus o torne possível através da sua poderosa intercessão: levar a bom termo o mandato do seu Filho: "Ut unum sint" (Jo 17, 21).

Vaticano, 4 de Outubro de 2003

© Fraternità di Comunione e Liberazione. CF 97038000580 / Webmaster / Note legali / Credits