Vincent van Gogh, "Arbusto lilás", Museu Hermitage, São Petersburgo

Há esperança? O fascínio da descoberta

O terceiro capítulo do livro, à venda a partir de julho, que reúne os conteúdos dos Exercícios Espirituais da Fraternidade de Comunhão e Libertação (16-18 de abril de 2021)
Julián Carrón

CAPÍTULO 3
O SOBRESSALTO IMPREVISÍVEL

O presente, com seus trancos, desvelou algumas estruturas da vida que tínhamos dado por certas. “É assim que os fatos funcionam. Furam qualquer bolha de presunção, arrebentam as teorias, destroem as convicções.” Para muita gente tornou-se urgente, de repente, ainda que por poucos instantes, a exigência de um significado último, perante a vida e a morte, que nunca conseguimos manter totalmente sob controle. Não é uma novidade que muitas evidências desmoronaram, já não fazem parte da nossa bagagem cultural de origem. E se, como disse Morim, a incerteza é a marca do nosso tempo, ela foi ainda mais amplificada pela pandemia, por sua gravidade e persistência. Independentemente da posição de partida, está difícil ficar ancorado ao já sabido, confiar com inércia na ilusão de ter as rédeas da vida. Mas talvez, paradoxalmente, ver despedaçar-se algumas das nossas presunções pétreas e experimentar o crescimento de uma rachadura na parede das nossas seguranças seja uma facilitação, como canta Leonard Cohen: “Há uma rachadura em tudo / É assim que a luz entra”. [...]

Capítulo 3 (PDF e ePUB):

Capítulos 1 e 2 (PDF e ePUB):