O vídeo da apresentação em espanhol do e-book de Carrón

Pilar Rahola, Pedro Cuartango e Jesús Montel apresentaram com Julián Carrón O despertar do humano, dedicado às questões que trouxe o Coronavírus. Aqui, o vídeo na íntegra
Atualidade

O que nos arranca do nada? Introdução

A introdução do texto que Julián Carrón está preparando sobre o tema «O que nos arranca do nada?»

Caríssimos amigos, este ano havíamos programado os Exercícios anuais da Fraternidade com a pergunta: «O que nos arranca do nada?» Um imprevisto imponente e dramático forçou-nos a abrir mão do nosso encontro, sempre profundamente esperado por todos. Isso ...

Cartas

O despertar de Aimara

O que significa «responder ao Senhor através das circunstâncias» e «viver a vida como vocação»? Uma revisão da vida em quarentena, ocupada com o trabalho e a família, à luz das provocações do eBook sobre a pandemia. Carta de Caracas

Ao ler O despertar do humano, eu estava preparada para encontrar elementos que me ajudassem a ver a realidade como aliada. Este ponto, que em meus primeiros passos no Movimento tanto me surpreendeu, hoje se tornou o principal instrumento no amadurecimento...

O mosteiro da Cascinazza
Encontros

Um contínuo “eis-me aqui”

O valor do instante. E a colaboração ao bem do mundo. Pe. Sergio Massalongo, superior do mosteiro da Cascinazza, conta na Passos de maio porque “o nosso sim a Cristo já é a contribuição para a salvação de todos os homens hoje”

“Prodesse omnibus cupientes”, desejoso de beneficiar a todos. Assim, Santo Estêvão Harding escreveu aos monges há 900 anos na Carta Charitatis (texto legislativo da ordem cisterciense) para indicar aquela necessidade tão humana de contribuir para o bem de...

Cartas

O Zoom e a amizade inesperada

Sua mãe está no hospital em estado grave, mas uma noite de cantos com os Colegiais leva embora sua resignação, «ainda que esses jovens, aparentemente, não tenham nada a ver comigo». Uma carta de Ímola

Em dois domingos, um grupo de aproximadamente noventa garotos dos Colegiais de diversas cidades italianas conectaram-se no Zoom e passaram algumas horas de suas tardes cantando juntos. Tudo nasceu quase como um desafio, entre um grupo de adultos que acomp...

Giorgio Vittadini
Atualidade

Recuperar a minha humanidade

A tentação de agarrar-se ao “dever ser”. A decisão de fincar os pés no presente, a oração no trabalho... E a descoberta de um valor novo da construção partindo de baixo, mesmo quando você o tem em mãos há anos. Da Passos de maio

Estes dias transcorridos em casa por causa da pandemia são realmente inquietantes. Já parei de tentar calar a ansiedade, a dor e a preocupação agarrando-me a qualquer “dever ser”, tal como o “dever” de olhar com positividade, de aproveitar a oportunidade ...

João Paulo II no dia de sua eleição
Igreja

«Karol, tu me amas?»

Em 18 de maio de cem anos atrás, nascia São João Paulo II. Um homem e um pastor que mudou a história do mundo e da Igreja, desde a epopeia da Solidarnosc até os dias da doença. Sempre tendo no coração a resposta àquela pergunta...

«Karol, tu me amas?» Três palavras para dizer tudo de um pontificado e da vida do homem. Quem as pronunciou durante o funeral de João Paulo II, parafraseando a pergunta de Jesus a Pedro, foi Joseph Ratzinger, o cardeal de ferro, o teólogo refinado ou mais...

A capa do livro <em>O despertar do humano</em>, de Julián Carrón
Atualidade

Carrón. O despertar do humano

A fragilidade da existência e a “bolha” em que vivemos, seguidas da «irrupção imprevista e imprevisível da realidade, com a face do Coronavírus». Num e-book recém publicado, o responsável de CL descreve a grande possibilidade deste «tempo vertiginoso»

«A situação que estamos vivendo conscientizou-nos de que nestes anos vivemos em certo sentido como que numa bolha, que nos fazia sentir suficientemente protegidos dos ataques da vida. E assim seguimos em frente distraídos, fingindo que tudo estava sob o n...